Gravity

37 posts / 0 new
Último post
Charllie
Foto de Charllie
Gravity

Novo do Alfonso Cuarón. Gostei!

agraciotti
Foto de agraciotti

Cuarón mandando Sandra Bullock à deriva pro espaço? achei fuéda

 

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

quase nada
Foto de quase nada

Sei não, preferia uma ficção estilo Children of Men, pois isso ai ta com cara daqueles survivals minimalistas estilo Buried, Open Water, Frozen, Marooned e etc. O bom é que será IMAX 3D.

Bennett
Foto de Bennett

Por que alguém faria algum filme com a Sandra Bullock hoje em dia?

quase nada
Foto de quase nada

Só pra ter o prazer de mandá-la pro espaço.

#desabafarfazbem

Ray J
Foto de Ray J

Saudações
Ray Jackson

Ray J
Foto de Ray J

Confesso que me emocionou. E não, não tem som no espaço. Uau!

Saudações
Ray Jackson

Livia
Foto de Livia

eu confio em alfonso cuaron

e adoro a sandra bullock

 

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

And then there was silence...

agraciotti
Foto de agraciotti

Ray J wrote:

Tenho um pouco de desconfiança na eficiÊncia dessa CGIzada toda tentando simular um suposto realismo. Filhos da Esperança foi tenso pra caralho pq era tudo bem realista e o CG era super sutil. Isso aí..sei não. Parece bom, mas duvido q vá ter o impacto realmente aterrorizante de um Mar Aberto.

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

quase nada
Foto de quase nada

Aquilo deve ser a melhor cena. Anotem: 78% do filme é o Geoge Clooney falando suave (numa espécie de "sensualidade espacial") coisas do tipo "let it go, Jenniffer", "breath with me", "remember you are not alone"... "Jenniffer, we are all made of stars, forget the aerolit rain, you will survive, are you listen??? YOU-WILL-SURVIVE because ILOVEYOU".

Mas no fim todos morrem.   

Bennett
Foto de Bennett

"Forget the aerolit rain" hahahhaha.

Livia
Foto de Livia

96% no RT

8.2 no IMDB

pelo jeito é bom mesmo

 

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

And then there was silence...

Livia
Foto de Livia

 

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

And then there was silence...

Dré
Foto de Dré

Filmaço foda. Deve ter uns errinhos de física aqui e ali, mas é tão bem feito, e com uma fotografia deslumbrante, que fica fácil ignorar. Obrigatório ver em IMAX, sem contar que é o melhor 3D que já vi, chegando a ser útIl pra narrativa. Chupa, Avatar. 

Pros adoradores da Sandra Bullock: ela se fode o filme inteirinho.

Não vi muita coisa nesse 2013, mas esse é o melhor do ano até agora.

Bennett
Foto de Bennett

Bem bom o filme, principalmente pelos aspectos técnicos e visuais. Não achei nada tãaaaao maravilhoso -- não sei se eu diria que é o melhor filme que vi este ano -- mas é legal. O melhor uso de 3D de todos os tempos, certamente. Tenso. Aquela cena da destruição da estação espacial é espetacular. 

agraciotti
Foto de agraciotti

cara...eu achei SENSACIONAL. E não apenas pelos aspectos técnicos impresssionantes. Mas pq ele consegue ser sutilmente muito profundo. O filme todo pode ser lido como uma grande alegoria sobre....

Spoiler: Highlight to view
o renascimento da persoangem da Sandra Bulock. Mas não o renascimento cristão, mas o existencial mesmo.... o lance dela ter q passar por várias estações... - EUA, Russia e China - como uma evolução espiritual do karma, por várias crenças (e acho especialmente simbólico como o budismo acaba sendo a última) pra conseguir retornar à terra e começar a vida do zero. Achei muito, MUITO foda.

Eu dormi pensando no filme e vou continuar pensando nele talvez pro resto mês. Já quero ver de novo.

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

Bennett
Foto de Bennett

É uma maneira interessante de ver o filme.

Algo que eu gosto muito também é como ele consegue ser imersivo. Aquelas sequencias em primeira pessoa são fenomenais.

 

Dré
Foto de Dré

Sobre o spoiler do agraciotti, acho que isso não é surpresa nenhuma: o filme é sobre o renascimento da personagem - naquela hora que ela fala do que perdeu, isso já fica bem claro. Teve uma outra cena onde ela fica um bom tempo em tela em posição fetal ( que me lembrou aquela cena da "manjedoura" do Filhos da Esperança ) que deixou isso mais explícito ainda. Adorei também os ecos de 2001 na cena final.

Mas o mais legal foi mostrar que o espaço, mesmo com sua infinita vastidão, pode ser um lugar extremamente claustrofóbico. Só aquela tomada que entra dentro do capacete já vale o filme.

E alguém viu se tinha alguma cena adicional nos créditos? No Movie Spoiler não consta, mas depois que eu saí da sala ouvi um barulho na projeção e não consegui ver o que era.

agraciotti
Foto de agraciotti

Dré wrote:

Sobre o spoiler do agraciotti, acho que isso não é surpresa nenhuma: o filme é sobre o renascimento da personagem - naquela hora que ela fala do que perdeu, isso já fica bem claro. Teve uma outra cena onde ela fica um bom tempo em tela em posição fetal ( que me lembrou aquela cena da "manjedoura" do Filhos da Esperança ) que deixou isso mais explícito ainda. Adorei também os ecos de 2001 na cena final.

Mas o mais legal foi mostrar que o espaço, mesmo com sua infinita vastidão, pode ser um lugar extremamente claustrofóbico. Só aquela tomada que entra dentro do capacete já vale o filme.

E alguém viu se tinha alguma cena adicional nos créditos? No Movie Spoiler não consta, mas depois que eu saí da sala ouvi um barulho na projeção e não consegui ver o que era.

Não acho q seja "surpresa". Sim, é claro q o filme é sobre isso, mas a diferença é COMO vc vê esse tema e como identifica os simbolismos espalhados pelo filme...abre portas pra muitas interpretações. Discuti com várias pessoas e é incrível como cada um teve uma abordagem. E todas fazem muito sentido. Eu ando convencendo muita gente com a minha ideia do karma. heheh. Tem outras coisas também, tipo como o personagem do George Clooney, q desde o começo pode ser - mais uma - alegoria de alguma figura religiosa (anjo, santo, espírito guia, como quiser). 

Enfim, o filme rende MUITA discussão e se fosse só isso ja´seria marcante. Mas ainda consegue ser muito mais, pelos aspectos técnicos todos. ME cheira a filme q vai virar clássico. Sério mesmo.  Acho q é daqueles filmes q representa toda uma época (a forma de usar a tecnologia e a linguagem da época).

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

Dré
Foto de Dré

agraciotti wrote:
Eu ando convencendo muita gente com a minha ideia do karma.

Neste sentido, se a estação chinesa pode remeter ao budismo, qual o significado da passagem pela estação russa?

agraciotti
Foto de agraciotti

Dré wrote:

agraciotti wrote:
Eu ando convencendo muita gente com a minha ideia do karma.

Neste sentido, se a estação chinesa pode remeter ao budismo, qual o significado da passagem pela estação russa?

vamo discutir o filme sem tag de spoiler? por mim blz então. :)

------------SPOILER----------------------SPOILER----------------------SPOILER----------------------SPOILER----------------------SPOILER----------

 

Então......

 

na estação russa aparece a imagem do Saint Cristopher carregando o menino jesus (http://1.bp.blogspot.com/-Kg-xOdmNyIU/UkSZV6HhM1I/AAAAAAAAk40/8doajkjuuTQ/s400/christopher.jpg). Na estação chinesa, uma estátua de buda. Na americana... Marvin o Marciano :) (que, aliás, sempre quis destruir a Terra)

Não acho q tenha um significado exato do tipo "essa estação é isso, essa é aquilo" (até pq isso nunca importa muito), mas a passagem de uma estação pra outra me soa  como o progresso da jornada espiritual dela.... a possibilidade das diferentes crenças para lidar com a morte...ou simplesmente uma metáfora do carma de superação do espírito. Em cada etapa, ela enfrenta a perspectiva da morte certa. É como se fosse testada cada vez (repare q a primeira vez - a primeira "morte" - quando ela está à deriva no espaço, ela é salva pelo George Clooney, q é como um guia espiritual dela. Ele é quem - literalmente - a carrega, ensina e conforta nos momentos difíceis. Tanto que, quando ela não precisa mais dele, a figura dele se vai....ele, ao contrário dela, é um ser pleno, seguro e orgulhoso do q viveu. Quando ele cumpre o papel dele de colocá-la na jornada, ele está livre pra transcender, enquanto o espírito dela ainda está em órbita, presa nesse limbo).  Ela não tem crença, não sabe rezar....e por isso nenhuma das "ofertas" é suficiente para salvá-la. A salvação dela na verdade é voltar a ter uma conexão com o mundo, uma vontade de viver. Toda a situação no espaço acaba sendo uma grande metáfora pra situação q ela já vivia na Terra....indiferente, incrédula e apática. Ela não consegue ver a beleza que o personagem de Clooney vê o tempo todo - e que Cuarón filma a cada minuto de cima.

O lance do budismo ser a última etapa talvez seja meio viagem demais da minha parte, hehe, mas achei interessante pq as religiões orientais jstamente trabalham a meditação e a ausência das palavras como compreensão do "todo" e é meio o q acontece com ela. Ela não tem como recorrer à razão (os manuais de bordo) e à lógica da linguagem (está tudo numa lingua q ela não compreende) na última estação, até pq nada disso foi capaz de salvá-la anteriormente. A última etapa dela foi ter...fé (no sentido mais amplo possível). E aí sim, seu espírito está pronto pra ser "resetado".

Enfim, tem muuuuito mais coisas q venho pensando desde então e aind quero escrever com mais calma e elaborar melhor algumas ideias (o aparecimento/visão do "fantasma" do George Clooney, por exemplo, remete diretamente à todas as epifanias religiosas, tanto à visita de santos iluminados do catolicismo quanto à meditação e iluminação da consciência oriental). Dá pano pra manga. E tinha muito tempo q um filme não me impactava dessa forma. É realmente algo muito especial o que ele faz, não só com o público (todo mundo sai ofegante e exausto da sessão) mas também o q vem fazendo na indústria.

Como eu disse, muita coisa pode até ser viagem minha, mas o Cuarón não é bobo e também o Children of Men era cheio de referências icônicas religiosas. É como eu li num review por aí:

"Os temas espirituais do filme são sutis...eles nunca prevalecem, mas ao invés, eles estão lá para aqueles que escolhem ver"

 

 

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

Dré
Foto de Dré

Tá certo, bem legal esse modo de encarar. Tô pensando em ver o filme bem loco também... ;-)

agraciotti wrote:
Na americana... Marvin o Marciano :) (que, aliás, sempre quis destruir a Terra)

Nessa hora, eu dei uma gargalhada sozinho no cinema.

quase nada
Foto de quase nada

O tema central é a evolução das espécies, onde não é o mais forte que sobrevive, porém o mais adaptável. Na cena final o Cuarón mostra até um sapo, referencia às primeiras criaturas a habitar terra firme (o próprio ato da Sandra sair rastejando da água deixou tudo muito óbvio). O que gostei mesmo foi o cunete dela, fiquei estarrecido quando ela tirou o macacão e mostrou um shortinho atarracado na raba.

Mas certamente esse filme não é tudo isso que falam, tem uma estrutura meio óbvia (com direito a cena de pesadelo e choro pra ganhar oscar), tbm não achei toda essa tensão que tão falando, comigo não tem isso de claustrofobia (típica fobia de viado), eu tenho tirofobia, chutenacarafobia e etc. Os efeitos são bons, mas nada de visionários, aqueles cabos ligando os dois astronautas nunca nos deixam esquecer que é tudo carregado no CG (mesmos efeitos do Europa Report, só que com 50 milhões a mais de orçamento). A cena da sala rotatória do Inception foi mais eficiente em enganar o cérebro, pois a maioria das cenas do Gravity é contaminada por CG (cabos, tecidos, cabelo e etc).

Nota: 7,3    
 
 

Dré
Foto de Dré

Stax wrote:
Sandra Bullock tá bem no filme?

Ela e o Clooney, que é um coadjuvante de luxo, não atrapalham. Da mesma forma que um ator canastrão como o Clive Owen não atrapalhou Filhos do Silêncio. A estrela aqui é o visual.

Aliás, originalmente era pra ser Angelina Jolie e Robert Downey Jr. nos papéis principais. O que não ia mudar nada.

Odnanref
Foto de Odnanref

Porra! Vi o trailer extendido hoje e cheguei a duas conclusões:

1) Não quero mais ser astronauta

2) Merece ser visto em 3D

______

Se eu copio um autor, é plágio. Se copio vários, é pesquisa.

agraciotti
Foto de agraciotti

quase nada wrote:

O que gostei mesmo foi o cunete dela, fiquei estarrecido quando ela tirou o macacão e mostrou um shortinho atarracado na raba. 

confesso que tive a mesma reação na primeira cena q ela tira o macacão. Foi do tipo: "rapaaaah...olha só....e não é q ela ainda tá gostosinha?"

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

agraciotti
Foto de agraciotti

A quem interessar, desenvolvi minhas ideas/teoria/viagem sobre o Gravidade:

http://revisto.net/a-busca-por-deus-e-a-elevacao-espiritual-em-gravidade/

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

quase nada
Foto de quase nada

Considerando que o Cuarón é um ateu daqueles que da vontade bater, continuo com minha teoria biológico/realista.

No começo do filme a Sandra Bullock é um organismo primitivo, monocelular e o George Clooney é o complexo de golgi, circulando a célula tronco antes da fusão.

BOOOOOOOOOM Tudo explode, voa poeira cósmica pra todo lado, acontece a primeira etapa da evolução, o Big Bang. As celulas se unem, temos um esboço do que seria o primeiro organismo complexo (clooney + sandra).

Mais tarde as celulas se dividem (mitose), sendo que a mais fraca (clooney) morre. O organismo resistente (bullock), evolui ao entrar em contato com o oxigênio abundante (cena dela dormindo que nem um feto). Fim da primeira parte (já sabemos que o ovo veio antes da galinha).

A partir dai há a segunda fase da evolução, a tecnológica, onde os seres conseguem se comunicar primitivamente (o chines no radio, cachorro latindo, nenem balbuciando). Acontece tb o início da reprodução sexuada.

No fim ela entra na terra e acontece a terceira fase da evolução: a ocupação da terra firme. Humm.... Teria então a galinha vindo antes do ovo? Pode ser. Conclusão? A Sandra bullock é uma galinha.

Fin.

Não tem nada de muito metafísico no roteiro do cuaron, eu até gostaria que tivesse, mas o Deus desse povo é a grana, o único karma que ele conhece é quando pergunta pra cozinheira mexicana se o almoço ta na mesa e ela respode: "karma, ta quase pruento". Um dos únicos diálogos espiritualescos é quando a bullock diz que não tem ninguém rezando por ela na Terra, que ela nunca rezou nem foi ensinada (talvez um diálogo autobiográfico do próprio Cu [apelido que o Cuaron tinha na infancia]).

Sua teoria tem mais a ver com o Homem de Aço, ali sim é carregado no simbolismo, com anjos, messias, demonios, karma, reincarnação e o escambau.

agraciotti
Foto de agraciotti

HAHAHAHAHAHhauha  passei mal!

Mas não é porque ele é ateu (se for) q não pode falar sobre "Deus e criação". Eu tb sou e me diverti vendo um monte de coisa religiosa no filme. E, como eu disse, o Children of Men tb tinha um monte de referência bíblica, então não é lá tanta viagem assim.

Mas sua teoria é bem boa também. E isso é q é o mais legal do filme. Eu to com uma revista americana de cinema emprestada de um amigo q tem uma entrevista de 6 páginas com o Cuarón, e ele já começa falando q o "espaço é um ambiente metafórico....e usamos isso pra contar uma jornada de renascimento" e corrobora com a minha ideia de limbo...quando ele fala que "a situação é metafórica por si só, quando o persoangem está presa entre a vida e a morte...com o vida de um lado, e o 'Nada' do outro". 

Enfim, mas o q importa mesmo são essas possibilidades todas de interpretação.  TInha muito tempo q um filme blockbuster - e sucesso de público e crítica - não conseguia oferecer tantas discussões. Acho q a última vez foi Matrix. 

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

Dré
Foto de Dré

agraciotti wrote:
Acho q a última vez foi Matrix. 

Inception.

agraciotti
Foto de agraciotti

Dré wrote:

agraciotti wrote:
Acho q a última vez foi Matrix. 

Inception.

nah...nem de perto. Inception tem apenas um conceitinho elaborado e curioso, mas não tem muita abertura filosófica e metafórica. E não teve criticas tão arrebatadoras quanto Gravity vem tendo (e hoje em dia eu já acho o filme bem mais ou menos)

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

Raoul Duke
Foto de Raoul Duke

Por que ela precisou fazer toda aquela conexão com a estação chinesa? O que a impedia de pousar direto na Terra com aquela cápsula da estação russa?

quase nada
Foto de quase nada

Pra atrair o público chinês que, até o fim da década, será o maior mercado consumidor de cinema do mundo (ultrapassando os próprios americanos). 

Dré
Foto de Dré

Raoul Duke wrote:

Por que ela precisou fazer toda aquela conexão com a estação chinesa? O que a impedia de pousar direto na Terra com aquela cápsula da estação russa?

Porque a única cápsula de sobrevivência ( a navezinha que poderia levar ela de volta a Terra ) da estação russa tinha sido danificada pelos meteoritos.

Livia
Foto de Livia

pqp, que filme foda

e durante o filme eu fui vendo a simbologia, meu pensamento meio que bate com o do agracioti, é uma jornada espiritual da personagem.

 

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

And then there was silence...

XIII
Foto de XIII

Excelente, vi o screener 720p(upscaled) que tá a solta na net e me arrependi... esse merece a telona em 3D mesmo, deve ser uma baita experiência, a aerolit rain hahaha essa foi genial QN, as cenas em primeira pessoa, a estação sendo triturada e a cena do choro devem ficar especiais em 3D. A cena da posição fetal me fez lembrar do The Fountain sei lá por que, e que culote hein dona Bullock? A cena da ilusão/sonho me lembrou o episódio de House em que ele leva bala e pede ketamine onde ele mesmo percebe que está alucinando(puta de um episódio, aliás).

O maior mérito desse filme é a construção de narrativa, meticulosa e pioneira... principalmente em um filme de 1h30. Notei poucas referências religiosas fora as de diálogo mas a tal cena do sapo no final fica bem destacada mesmo, esse crossover de referências evolucionárioas e religiosas combina e engrandece a narrativa. Não havia lido este tópico até então pra não estragar nada e pelo burburinho da crítica diria que o filme faz jus ao hype. Só não leva nota 10 porque tem uns deslizes, a cena dela passando pelo curto que depois causa o incêndio na estação é uma delas, forçou um pouco a barra.

Nota 9.

Livia
Foto de Livia

Stax wrote:

Dré wrote:
Adorei também os ecos de 2001 na cena final.

Eu gosto da Sandra Bullock e de filmes espaciais, mas o problema é que 2001 encerrou o assunto antes mesmo dele começar. Como disse no tópico oficial do Oscar, todos os filmes de espaço sofrem com a inevitável comparação com 2001 e perdem. Pq ninguem ganha de 2001. Event Horizon é o único filme espacial que realmente me agradou mesmo que fugindo da comparação.

event horizon entra fácil em qualquer lista de melhores filmes espaciais

 

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

And then there was silence...