Nebraska

2 posts / 0 new
Último post
quase nada
Foto de quase nada
Nebraska

Toda vez que um diretor, sem nenhuma necessidade faz um filme em preto e branco, vc tem que ficar com o pé atrás pq o cara é da arte... O cara tem altos sentimentos guardados dentro de si... Talvez amores de um passado bonito, talvez a tênue lembrança de um tico-tico piripinpando na varanda ou, quem sabe, um estupro sofrido na infância.

Infelizmente, a hipótese mais provável é a mais correta: filmou em petro e branco só de vi-a-da-gem. Os boca-aberta metidos a cinéfilos devem pensar: "nossa, que cara poético, ele fez o filme preto e branco pra criticar a arte modernista,  que coisa abstracta, que cinema verdadeiro, a falta de cor coloriu a minha noção do que é a cinematografia modernosa". Mas vai por mim, foi só de frescura. Ai vc me pergunta: mas vc não gostou do Fita Branca ser em preto e branco? Ai eu te respondo: O BURRO, tu que mesmo comparar Haneke com o Alexander Peido? Por isso tu é burro: pq nasceu burro e vai ser enterrado numa cova de burro, num cemitério de burro, num bairro de burro, numa cidade de burro, num país de burro, num caixão coberto de couro de pele burro.

Nota: 6,5
 

agraciotti
Foto de agraciotti

Achei bem xarope. Eu sempre gostei muito do Sideways, mas depois daquele Descendentes e esse Nebraska, tenho até medo de rever e achar uma merda.

O grande problema do Alexander Payne é q ele não muito bom roteirista. Os diálogos são sempre meio forçados, os personagens caricatos, as situações meio embaraçosas...sei la, nada parece fluir direito. Sem contar q o humor q ele tenta sempre soa meio televisiso, meio sitcom. Todo mundo no cinema morria de rir com as cenas cômicas e eu achava tudo meio constrangedor...não funciona. Tinha momentos em q me senti vendo os programas de humor da Multishow.

E esse ator q faz o filho é ruim demais. Atrapalhou o filme. 

A cena final é quaaase bonita e poética. Mas não sei...falta sutileza, falta a mão de um cara que saiba melhor o que faz. Os filmes dele são sempre contaminados por uma superficialidade.... uma levianidade (gostaram dessa? até fui no dicionário) q perde muito o que ele tentar passar com esse papo família/legado/gerações todo.  Ele quer fazer filmes metido a arte e profundos mas dá pra ver q o que ele gosta mesmo é de Malcom in the MIddle. 

nota: 5

 

ERRATA: acabei de ver q esse é o primeiro filme q o roteiro não é dele. Incrível como ainda assim os problemas continuam exatamente os mesmos. Vou até abaixar a nota: 4

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr