Jogos Vorazes 2: Fogo Quente

16 posts / 0 new
Último post
quase nada
Foto de quase nada
Jogos Vorazes 2: Fogo Quente

Catniss ta problemática, nervosa, botando chifre em todo mundo e usando metade do seu dinheiro em tinta preta para cabelos. O próximo passo é se candidatar a líder comunitária no Distrito dos Negões.

Vamos ao trailer

agraciotti
Foto de agraciotti

Só quero saber se vai rolar peitinhos. Se não, não me interessa

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

Livia
Foto de Livia

só posso dizer que jogos vorazes foram os melhores livros que lí em muito tempo

o negócio só vai ficando mais sombrio, mais depressivo, e termina de um jeito que passa muito longe de final feliz

 

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

And then there was silence...

quase nada
Foto de quase nada

Aquele primeiro filme foi o mais próximo do 1984 que alguém já chegou (e olha que pra chegar perto de ser comparado com o Orwell tem que ser no mínimo um homem). É muito difícil fazer uma distopia profunda e fun ao mesmo tempo, o THX é profundo, mas totalmente artiloso e com muito pouco fun, já o equilibrium é puro fun, mas parece escrito por um mongol. O Hunger Games chegou lá.  

Dré
Foto de Dré

 

Parece que temos mais um vencedor na franquia Jogos Vorazes. Particularmente, eu imaginava que, dado o sucesso da série e a direção do imprevisível e regular Francis Lawrence, o filme perdesse poder de fogo nessa continuação – mas Em Chamas consegue ser facilmente melhor em diversos aspectos.
 
Claro: seguindo a regra de toda série de cinema, tudo que ocorre no primeiro é basicamente ampliado, incluindo o drama, o romance, os jogos e, feliz e principalmente, o subtexto político, com foco na diversão como forma de opressão. Aqui, remetendo direto ao final do filme anterior, a trama começa a mostrar o que pode acontecer quando o controle sobre esta diversão começa a ser perdido.
 
Katniss Everdeen, a última vencedora dos Jogos Vorazes, agora tem que conviver com as não-tão-felizes consequências de sua vitória: traumatizada pelas mortes no domo, vendo seu distrito ainda na miséria, continuar seu namoro de fachada com o parceiro Peeta e manter sua família a salvo do Presidente Snow – principalmente após ele ameaçá-la, constatando que Katniss se tornou um símbolo de esperança aos distritos de Panem. Aliás, as duas cenas onde ambos se encontram são excelentes – a primeira um grande diálogo e a segunda restrita a uma mera troca de olhares. Enfim, apesar de ter sobrevivido ( e ter salvo Peeta ), tudo está uma merda.
 
Ao participar de uma turnê de propaganda, Katniss percebe que essa esperança está realmente mudando algo nos distritos e que a ameaça de Snow pode mais séria do que ela esperava. Enquanto isso, o Presidente, auxiliado por um novo chefe dos jogos ( Philip Seymour Hoffman ), convoca um novo campeonato a fim de se livrar da garota. Como garantia disso, são sorteados apenas vencedores de diversos jogos anteriores. E Katniss se vê novamente dentro do domo, agora enfrentando inimigos muito piores do que antes – incluindo assassinos profissionais.
 
Não vou entrar na questão do subtexto político ( um pouco mais enriquecido pelo plano do novo chefe dos jogos em derrubar Katniss dentro do próprio jogo que a fez um símbolo, por mais batido que isso possa soar. Méritos de Hoffman e Donald Sutherland. ), que continua lá pra quem quiser entender, algo que o público-alvo do filme pode optar em ignorar – porém com mais dificuldade, já que isso toma basicamente toda a primeira metade da projeção.
 
A parte dos jogos consegue consertar alguns dos erros do primeiro filme, mostrando um pouco mais dos inimigos enfrentados – ao menos, tornando-os ameaças mais sérias que um bando de crianças e celebridades que obviamente não tinham a força ou a necessidade de vencer de Katniss. Também é feliz a adição de eventuais prováveis aliados na briga, além do bônus de não deixar claro quem são estes. A cena final da disputa, inclusive, se equipara à bela cena da morte da menina negra do distrito 11 no primeiro filme.
 
Técnica e visualmente, temos poucas melhorias comparando com o primeiro filme – Panem continua acinzentada e a Capital continua irradiando cores, delimitando suas diferenças e de seus moradores. Ao passo em que o elenco de apoio está mais presente: além dos já citados antagonistas, é curioso ver coadjuvantes como o apresentador ( Stanley Tucci ) e a assistente perua de Katniss ( Elizabeth Banks ) notadamente preocupados com a heroína, papel que antes era exclusivo de Woody Harrelson.
 
E Jennifer Lawrence faz bonito de novo, usando basicamente expressões para demonstrar os problemas de Katniss, numa tensão que permeia toda a trama. E quando vemos um filme de ação onde a expressão corporal e as lutas perdem força perante uma preocupação quase palpável dos personagens, é algo louvável. Tanto que a cena final é justamente um close da atriz – e não consigo imaginar imagem melhor pra transmitir os acontecimentos deste capítulo, e nos deixar ansiosos para os próximos capítulos, do que Katniss olhando para o público com cara de “fudeu”.
agraciotti
Foto de agraciotti

 

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

Livia
Foto de Livia

agraciotti wrote:

 

o josh tá no filme errado, ele deveria estar no hobbit, nem precisaria de efeito especial

 

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

And then there was silence...

Livia
Foto de Livia

Na verdade ele nem é tão baixinho, tem 1,67, a j-law q tem 1,79 já é bem alta, e o liam tem 1,91, então a culpa nem é tanto do josh

 

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

And then there was silence...

quase nada
Foto de quase nada

Livia wrote:

agraciotti wrote:

 

o josh tá no filme errado, ele deveria estar no hobbit, nem precisaria de efeito especial

Por mais anão que seja as mina gritavam quando ele aparecia, fanboy mulher é um bicho cretino, a sala do cinema parecia show dos beatles que o rayj viu ao vivo em 1964. O problema dele nem é a altura, porém a queixada de mula. O bennet podia aproveitar que queixão ta na moda e partir pra cima das perigosas.

quase nada
Foto de quase nada

Dré wrote:

 

Parece que temos mais um vencedor na franquia Jogos Vorazes. Particularmente, eu imaginava que, dado o sucesso da série e a direção do imprevisível e regular Francis Lawrence, o filme perdesse poder de fogo nessa continuação – mas Em Chamas consegue ser facilmente melhor em diversos aspectos. 

Eu gostei bastante, mas o primeiro me surpreendeu mais. Agora a Katniss ta meio patricinha alternativa, curtindo um skrilex, um skolbeats, ou então uma ceninha mais inglesa, um treco meio underground, uma cerva com o plague num pub obscuro qualquer (daqueles que o garçom usa camiseta de bandas miseráveis) e etc.

Fui ver sem saber nada, eu tenho problemas com cliffs abruptos, mas aqui funcionou bem, é um filme atual, tem esse coisa de "vem pra rua, morenada, bora tacar fogo na burguesia, bora queimar as porra toda!" e tal.

Nota: 9,50 

XIII
Foto de XIII

Me deu sono, bocejei umas quatro vezes. A subtrama política é realmente interessante mas o cliffhanger é bem previsível. O que salva mesmo é a J-Law e o Sutherland que realmente trabalham bem juntos porque nem o Lybian do Boardwalk Empire que tem feitos bons trabalhos salva aqui!

Prefiro o primeiro

Nota: 6

Leão da Barra
Foto de Leão da Barra

Livia wrote:

Na verdade ele nem é tão baixinho, tem 1,67, a j-law q tem 1,79 já é bem alta, e o liam tem 1,91, então a culpa nem é tanto do josh

Eu tenho 1,74m e sou baixo para os padrões brasileiros.

1,67m para o padrão americano é praticamente anão.

--------

Falta de Esculhambação

 

Odnanref
Foto de Odnanref

Leão da Barra wrote:

Livia wrote:

Na verdade ele nem é tão baixinho, tem 1,67, a j-law q tem 1,79 já é bem alta, e o liam tem 1,91, então a culpa nem é tanto do josh

Eu tenho 1,74m e sou baixo para os padrões brasileiros.

1,67m para o padrão americano é praticamente anão.

Cara, você está exatamente na média (segundo IBGE/2013). Se você for japonês,a história muda.

Agora, sério que vocês curtem Jogos Vorazes?

Vi o1º faz um mês. Perfeito até entrarem no trem. Depois é de uma breguice sem tamanho. Roupa pegando fogo? Coisa de carnavalesco de 5ª!

E os jogos? Que lixo! Cenas mal dirigidas, decisões absurdas, porcossauros malucos.

Só a cena das vespas salva.

É um tipo de filme que você assiste por falta de opção, nada além disso.

______

Se eu copio um autor, é plágio. Se copio vários, é pesquisa.

agraciotti
Foto de agraciotti

Stax wrote:

E ninguém teve coragem de adaptar Metamorfose de Kafka porque ele é simplesmente foda demais. O final é extremamente foda e você toma um soco no estômago, literalmente. Queria eu ter lido esse livro na adolescência.. infelizmente estudei em escolas que ensinaram que só existe literatura luso-brasileira, uma distopia literária tupiniquim. Só Memórias Póstumas se salva. Vidas Secas chega ser hilário de tão ridículo.

Cara, isso q vc falou é algo q me revoltou desde sempre. Na escola tentam enfiar na nossa goela abaixo essas literaturas brasileiras q NUNCA me interessaram. Nunca foi meu universo, nunca falaram comigo. É o mesmo se tentassem empurrar MPB pra mim. A minha sorte foi q eu sempre curti a série vaga-lume quando criança e na adolescência eu trocava livros do Stephen King com um amigo. A partir daí q comecei a me interessar por literatura q me transformou de verdade, Kafka, Dostoiévski, Sarte, e essa gente surtada. A Metamorfose é lindo. E fácil de ler. Podia muito bem ser livro pra pré-adolescentes, 1º grau. Mas não....ficam empurrando essas chatices daqui. Depois se surpreendem porque estamos num país q não lê.

E Bioshock vc tá ligado q é todo inspirado na obra da Ayn Rand né?  http://pt.wikipedia.org/wiki/Ayn_Rand

 

 

--------------------------------------

https://soundcloud.com/cellardoorbr

quase nada
Foto de quase nada

Fala sério, Metamorfose já foi usada de tudo que é jeito (A Mosca, Distrito 9) e livremente adaptada pelo Gondry num dos segmentos do "Tokyo" (filme onde tem um personagem que o Carax reaproveita no super picareta "Holy Motors").

Livia
Foto de Livia

chorei de rir do poster novo

 

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

And then there was silence...